ACUPUNTURA VETERINÁRIA

A Medicina Veterinária Tradicional Chinesa (MVTC) é uma medicina preventiva, curativa e paliativa, que envolve várias terapias como a acupuntura, fitoterapia e terapia alimentar, e tem sido usada para tratar animais na China desde há milhares de anos.

Segundo a MVTC, existe um fluxo de energia contínuo através do corpo que o mantem em equilíbrio. Ao reconhecer a doença como um desequilíbrio de energia, a MVTC pretende restabelecer o equilíbrio e consequentemente a saúde, ajudando o organismo a regular-se a si próprio.

De uma forma geral, a MVTC e a Medicina Veterinária Convencional têm os mesmos objetivos. No entanto, apresentam abordagens e terapêuticas diferentes. A MVTC tem uma natureza mais individual e atua de uma forma mais lenta, mas é especialmente benéfica em doenças crónicas. Além disso tem a grande vantagem de poder ser usada em simultâneo com a Medicina Veterinária Convencional e em complemento desta, o que nos permite tirar partido dos pontos fortes de cada uma e minimizar as suas fraquezas.

O que é a acupuntura veterinária e qual o seu efeito no organismo?

A acupuntura veterinária é uma terapia pouco invasiva que consiste na estimulação de pontos de energia específicos na superfície do corpo, através da inserção de agulhas estéreis e descartáveis, de forma a obter um efeito terapêutico desejado. De uma forma geral, a acupuntura veterinária ajuda a reequilibrar o organismo, restabelecendo o fluxo normal de energia.

Do ponto de vista ocidental, a acupuntura é capaz de produzir determinados efeitos como: analgesia, regulação do sistema imune com efeito antinflamatório, regulação da motilidade gastrointestinal, estimulação neuromuscular e regulação da pressão sanguínea.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) reconheceu a acupuntura como terapêutica eficaz em 1979. E existem evidências científicas adequadas que provam a eficácia da acupuntura em várias doenças de humanos e animais.

É segura? É dolorosa?

A acupuntura veterinária consiste num procedimento seguro sempre que seja realizado por um veterinário qualificado.

Após introdução das agulhas devemos esperar uma resposta de chegada de energia (sensação de ‘de-Chi’), que é variável consoante o animal. No entanto, a maioria dos animais reage bem ao tratamento.

Quanto tempo demora cada sessão e qual a frequência?

Cada sessão tem uma duração que varia entre os 30 e os 60 minutos.

A frequência depende do caso a tratar. O mais comum é realizar-se 1 a 2 sessões por semana no início, podendo depois espaçar no tempo.

Por norma são necessárias 4 sessões para se começar a ver resultados positivos.

Quais são as indicações?

  • Controlo da dor e patologias musculoesqueléticas

✔ Doença degenerativa articular

✔ Lesão muscular

✔ Lesão de tendões e ligamentos

  • Patologias neurológicas

✔ Doença de disco intervertebral

✔ Convulsões

✔ Paresia/paralisia

  • Melhoria da qualidade de vida

✔ Pacientes geriátricos

✔ Pacientes oncológicos

  • Patologias dermatológicas

✔ Atopia

✔ Alergia

✔ Otite

  • Problemas de comportamento
  • Patologias gastrointestinais

✔ Anorexia

✔ IBD

✔ Diarreia

✔ Obstipação

✔ Vómito

  • Patologias respiratórias crónicas

✔ Tosse

✔ Asma

  • Patologias urinárias e renais

✔ Incontinência urinária

✔ Infeção do trato urinário

✔ Cristalúria

✔ Insuficiência renal

  • Patologias hormonais e reprodutivas

✔ Infertilidade

✔ Diabetes

✔ Cushing

✔ Hipotiroidismo

✔ Hipertiroidismo

  • Doenças autoimunes e imunodeficiência

 Artigo gentilmente cedido pela Drª Jordana Durana

Um Edifício com História

Um Edifício com História

A construção do edifício hoje ocupado pela CVL remonta ao início do século passado, quando uma jovem recém-casada sentia saudades dos pais e do seu quintalinho, embora tivesse ido viver para cerca de 7 km apenas. Contudo, nessa época, era bem mais complicado vencer...

DIROFILARIOSE

DIROFILARIOSE

O que é a Dirofilariose? A Dirofilariose é uma doença parasitária causada por um verme redondo, semelhante às lombrigas do intestino, mas que se aloja no coração. Este verme cardíaco é conhecido por Dirofilaria immitis e transmite-se por meio da picada de um mosquito,...

Leishmaniose canina

Leishmaniose canina

O que é a Leishmaniose? A Leishmaniose é uma doença provocada por um protozoário (parasita microscópico) do género Leishmania, que infecta canídeos e ocasionalmente o gato e roedores. Além disso, a Leishmaniose é uma zoonose, ou seja, pode infectar o Homem,...

Ligar Agora
Close Bitnami banner
Bitnami